Rangers: Ordem dos Arqueiros - Arqueiro do Rei - John Flanagan

14 de outubro de 2014





Bem, pessoal, hoje venho falar com vocês sobre o lançamento da fundamento do John Flanagan, que retoma sua obra de maior sucesso, Ordem dos Arqueiros, de uma maneira eloquente, inesperada e criativa.

Em O arqueiro do Rei, 12º volume da série, temos um "restart": após explorar todos os aspectos dos personagens ele nos mostra seu futuro. Já adultos, Horace e Cassandra tem uma filha chamada Madelyn que é muito parecida com a mãe: arteira, inconsequente e mimada. Ela é uma princesa de temperamento forte e com grandes chances de se envolver em algum infortuno e por isso, constante preocupação dos pais.



Atenção: apesar de ser o volume 12 da série e alguns personagens anteriores aparecerem aqui, o autor dá um 'restart' na trama e, por isso, recomendo a leitura desse, mesmo sem ler os anteriores.




Já Will, protagonista dos volumes anteriores e agora um maduro adulto, está cada vez mais sombrio devido ao desastre que abateu-se sobre sua vida. Assim, seu mestre Halt, visando o melhor para seu velho aprendiz e sua sobrinha postiça, tem uma ideia que traz de volta toda a emoção e nostalgia contagiante que fizeram dessa série a minha favorita entre os juvenis e que serve para abrir um novo leque de aventuraras por vir desse fantástico mundo criado por Flanagan.

Com um visão bem mais feminina e interessante vemos a mudança de foco da história, onde aos poucos Will se torna o “Halt” para Madelyn, que ao mesmo tempo faz o mesmo papel que Will fez para seu mestre. O livro passa uma mensagem bem forte para o leitor sobre o quanto o mestre é importante para o aprendiz mas também que o aprendiz é fundamental para o seu mestre. John mostra a cada página que sabe reinventar uma história que muitos davam como acabada e literalmente tira “leite de pedra”, pois não consegui parar de beber as páginas do livro até terminá-lo.

A escrita é bem leve e fluida, como visto em todos os volumes da série e as cenas tem a medida certa de descrição e ação para prender o leitor sem tornar a leitura enfadonha. O rumo na história faz o leitor já assíduo de Rangers ter vários "flashbaks" durante a leitura, mas por ser um reinício, esse livro pode ser lido por quem não leu os anteriores, como enfatizei ali em cima. Ele abre um novo leque de possibilidades para Will e Madelyn viverem. Fugindo do comum e esperado, esse promete ser um reinicio de vida para a série e me faz esperar ansiosamente por sua continuação.

Em relação a edição da Fundamento a capa segue o mesmo padrão dos volumes anteriores, algo que na minha opinião poderia ter sido modificado tendo em vista a divisão bem nítida entre as histórias anteriores e a atual. As divisões de capítulos características dos livros de Flanagan continuam presentes. O mapa em anexo do reino de Araluen ajuda o leitor a se situar na leitura e o final cria bastante expectativa para pelo menos mais 4 volumes.

Gostei bastante da leitura, foi um livro que atendeu minhas expectativas, que são bastante altas pelas conquistas do autor, assim dou 4,5 estrelas para o 12º volume da série e vamos aguardar o desenrolar dessa reinvenção de Flanagan.




Título: Ordem dos Arqueiros: Arqueiro do Rei - Volume 12
Autor: John Flanagan
Editora: Fundamento
N° de Páginas: 248
Labels: , , , , , ,

Um comentário :

  1. finalmente alguem falau de um livro que eu entendo hehe!!
    http://mergulhado-em-historias.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...