Brotherband #4: Os Escravos - John Flanagan

28 de abril de 2015





Fala aí, galera! Hoje venho falar com vocês sobre o 4º volume da serie Brotherband que dá início a um novo arco da história de Hal e a tripulação dos Garças Reais, e que promete muita ação, aventuras e crossovers com os personagens da Ordem dos Arqueiros!!! \o/

Para os interessados, seguem os links das resenhas dos anteriores (livre de spoilers):

Brotherband #1 - Os Exilados
Brotherband #2 - Os Invadores
Brotherband #3 - Os Caçadores



Labels: , , , , ,

Anacrônicas: Contos Mágicos & Trágicos - Ana Cristina Rodrigues

27 de abril de 2015



Recentemente tive a oportunidade de ler a prova do livro Anacrônicas: Contos Mágicos & Trágicos da autora Ana Cristina Rodrigues. Acompanho a Ana tem um tempinho - se você quer saber sobre mercado editorial, literatura fantástica e mais outras coisinhas, recomendo segui-la no Twitter. Inclusive, foi por lá que ela fez uma breve votação da capa de Anacrônicas, e eu tinha votado nessa, afinal, quem não curte coelhos? <3

Esse livro de aproximadamente 200 páginas em tamanho diminuto (vou falar da edição já, já, que é um show à parte, de tão charmosa), reúne os contos da autora escritos entre 2009 e 2014. Temos 24 contos, uns de uma página só e outros um pouco mais compridinhos, e alternam entre histórias singelas, outras mais fantasiosas e algumas com uma "linha" mais trágica - como o próprio nome sugere.



Como é de costume em livros desse gênero, sempre rola uma identificação com alguns contos mais do que com outros. E não sei se estou sendo tendenciosa, mas os meus favoritos tem...COELHOS! Esses bichinhos branquinhos aparecem em alguns contos. O Mapa para a Terra das Fadas é a história que abre Anacrônicas, e é a mais singela e fofa. Em meiguice, nenhum conseguiu superá-lo, com o peludinho Nagu "voltando para casa" com a ajuda de Miguel e sua mãe, Ana. Outro que também menciona coelhos é O Ladrão-de-Sonhos, que ainda faz uma pequena piadinha com Alice (sim, aquela Alice). "É tarde!" é um curtinho sobre um orelhudo "atrasildo" e  contém mais uma lembrança da personagem de Lewis Carroll.

Campeonato de Beijar Sapos contém uma história meio creepy e fantasiosa, quase trágica, que envolve boates, amigas baladeiras e um pouquinho de humor negro. Acho que poderia ser aproveitada para ter um livro só dela. Aliás, essa é uma das coisas que senti em Anacrônicas. Muitos dos contos poderiam ser estendidos, pois ficou aquela sensação de "quero mais", enquanto outros, funcionam bem com um final inexplicado e aquela aura de mistério.

Dou destaque para Como nos tornamos fogo? que tem um ritmo tão cadenciado que li como se fosse um poema. Ele é sensível, ao mesmo tempo que é forte. Outro que gostei bastante é de A princesa de toda dor, cujo um quote vocês podem conferir abaixo.


Anacrônicas foi um livro muito agradável e gostosinho de ser lido. Estou apreciando mais esse tipo de leitura, e pelo fato de todos terem elementos fantásticos, foi fácil gostar deles. #suspeita Como citei lá no início, a edição está bem caprichada, e me agradou bastante a diagramação diferenciada... as páginas são inseridas dentro do naipe de espadas, além de termos várias ilustrações do Estevão Ribeiro que acompanham os contos. O livro tem tamanho 18x12,5, ficando bem charmoso.

Vocês podem ver mais imagens internas do livro no Pinterest da autora AQUI
Gostaram?
Vocês podem saber mais sobre o livro (e como adquiri-lo) no blog da autora AQUI ou no site da própria Aquário Editorial. Eu recomendo e acho que vale super a pena! :)

Título: Anacrônicas: Contos Mágicos & Trágicos
Autor:  Ana Cristina Rodrigues
Editora: Aquário Editorial
N° de Páginas: 204

Labels: , , ,

A Filha do Império - Raymond E. Feist e Janny Wurts

24 de abril de 2015



O Carlos é um grande fã do Feist. Ele resenhou todos os livros da série O Mago, também publicados pela Saída de Emergência Brasil, e um dos pontos que mais me chamaram atenção nas resenhas foi a falta de uma personagem feminina forte, que fosse de grande destaque e importância.

Pois bem, A Saga do Império, que se passa no mesmo universo de O Mago, mas que foca no povo de Kelewan, veio para suprir isso. E vejam bem, eu li esse livro sem ler os outros da Feist, e não senti falta de nada. Uma ou outra coisa que tinha curiosidade eu perguntei ao Carlos. Então, vou começar a resenha de A Filha do Império dizendo que a palavra SENSACIONAL poderia definir o livro todo. Sério, bom assim.



Labels: , , , ,

#ResenhaConvidada - O Círculo

22 de abril de 2015

#ResenhaConvidada é uma coluna para convidados amigos do Brincando com Livros postarem suas opiniões de livros também! =)

#ResenhaConvidada é novamente da Samara Mattos, administradora do Parafraseando Livros. Figurinha certa no blog já! Dessa vez, ao invés de Sylvia Day, ela escolheu falar de um romance contemporâneo da Companhia das Letras, O Círculo.



Encenado num futuro próximo indefinido, o engenhoso romance de Dave Eggers conta a história de Mae Holland, uma jovem profissional contratada para trabalhar na empresa de internet mais poderosa do mundo: O Círculo. Sediada num campus idílico na Califórnia, a companhia incorporou todas as empresas de tecnologia que conhecemos, conectando e-mail, mídias sociais, operações bancárias e sistemas de compras de cada usuário em um sistema operacional universal, que cria uma
identidade on-line única e, por consequência, uma nova era de civilidade e transparência.
Mae mal pode acreditar na sorte de fazer parte de um lugar assim. A modernidade do Círculo aparece tanto na sua arquitetura arrojada quanto nos escritórios aprazíveis e convidativos. Os entusiasmados membros da empresa convivem no campus também nas horas vagas, seja em festas e shows que duram a noite toda ou em campeonatos esportivos e brunches glamorosos. A vida fora do trabalho, porém, vai ficando cada vez mais esquecida, à medida que o papel de Mae no Círculo torna-se mais e mais importante. O que começa como a trajetória entusiasmada da ambição e do idealismo de uma mulher logo se transforma em uma eletrizante trama de suspense que levanta questões fundamentais sobre memória, história, privacidade, democracia e os limites do conhecimento humano.
Labels: , , , , ,

Previsão de lançamentos de New Adults do Grupo Editorial Record - 1º semestre

20 de abril de 2015
No sábado (18/04) rolou aqui no Rio de Janeiro, o Clube do Livro Saraiva, mediado pela Frini e com participação especial da Tita Mirra. O tema desse mês foi New Adults, todos do Grupo Editorial Record.



O evento foi bem bacana, contou com aproximadamente 150 pessoas e pudemos saber, em primeira mão, os próximos lançamentos do gênero do Grupo! :D

Seguem os títulos e previsão de publicação:

Maio:

Red Hill - Jamie McGuire
Descompasso Infinito do Coração (série Batidas Perdidas - vol.2) - Bianca Briones
Elena, a filha da princesa - Marina Carvalho (sim, vai sair pela Galera Record, mas tem cenas calientes)
Entrelinhas - Tammara Webber

Junho:

Lírio Azul, Azul Lírio (série Garotos Corvos - vol.3) - Maggie Stiefvater 
Sr. Daniels - Brittainy C. Cherry
No Limite do Perigo - Katie McGarry
Beleza Perdida - Amy Harmon

Julho:

Finding Cinderella - Colleen Hoover
All the pretty lies - M. Leighton

Agosto:

Boomerang - Noelle August

E para a Bienal, terá lançamento de Ugly Love, aproveitando a passagem da Colleen Hoover no evento. Por enquanto, Maybe Someday está previsto para 2016. Confess e Never Nerver, da autora Tarryn Fisher também estão no radar do Grupo, mas sem previsão de publicação por enquanto.

Aproveitaram para divulgar a capa de Beleza Perdida. Para quem não reconhece o nome, ele foi lançado lá fora como Making Faces. Algumas blogueiras de opinião confiável (beijos Renata e Marina) me disseram que o livro é muito bom! Ansiosa! =)




Ansiosos por algum título em especial? o/
ps: sei que a série da Maggie não é New Adult, mas aproveitei para divulgar a previsão de lançamento também! ^.~
Labels: , , , , , ,
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...