Outro Dia - David Levithan

12 de fevereiro de 2016


Quem acompanha o blog já tem um tempinho sabe que Todo Dia, do Levithan, é um dos meus livros favoritos da vida! Fiz a resenha aqui no blog em 2013, e desde então, li quase tudo que o autor publicou. Alguns de seus livros me agradaram, outros nem tanto (os que ele escreve em parceria com alguém são os menos favoritos), mas uma coisa não mudou: Todo Dia está no topo dos topos.

Quando foi anunciado Outro Dia, muita gente ficou em êxtase, imaginando que seria uma continuação do livro anterior. Para os desavisados, não é o caso: Outro Dia é a mesma história do seu antecessor, só que dessa vez pelo ponto de vista da Rhiannon, por quem A. se apaixona no primeiro livro. Tem muita divergência por aí sobre a necessidade de ser lido Todo Dia antes desse ou se um leitor novato pode cair de vez na história de Levithan já por Outro Dia. Minha opinião é de que é necessária a leitura sim, senão muita coisa será perdida!

Labels: , , , ,

Entre a Culpa e o Desejo - Sarah MacLean

11 de fevereiro de 2016


O segundo volume da série O Clube dos Canalhas traz à tona mais um dos fundadores do Anjo Caído, famoso clube noturno de Londres, com suas jogatinas e mulheres voluptuosas. Como eu havia comentado na resenha do livro anterior, Entre o Amor e a Vingança, cada um dos 4 livros da série pode ser lido separadamente, por tratarem cada um de casal. Claro que se lidos na ordem, o leitor terá mais detalhes e pode ter “notícias” do que aconteceu com o casal do livro anterior.

Entre a Culpa e o Desejo confirmou o que disse anteriormente: Sarah MacLean é uma das minhas queridinhas no quesito romance de época, lado a lado com Tessa Dare e Julia Quinn.
Labels: , , , ,

Espada de Vidro - Victoria Aveyard

10 de fevereiro de 2016

Falei dos primeiros capítulos de Espada de Vidro tem pouco tempo aqui no blog, quando comentei os contos de Coroa Cruel. Na edição física lançada pela editora Seguinte, além dos contos Canção da Rainha e Cicatrizes de Aço, temos aos capítulos iniciais de Espada de Vidro, só para deixar o leitor mais ansioso.

O Epic Reads acabou divulgando mais capítulos (até o sete, para ser mais exata) em inglês, e não me segurei, mesmo sabendo que iria ficar morta de curiosidade. Assim, logo que o e-book ficou disponível para compra, não perdi tempo. PRECISAVA saber o que iria acontecer com Mare, Cal, Kilorn, Diana e os demais depois desse capítulo sete, que é repleto de ação e deixa o leitor sem fôlego.

Labels: , , , , , ,

S. - J. J. Abrams e Doug Dorst

5 de fevereiro de 2016
Imagem: Leitores Possessivos
E no último dia da #SemanaS, vou contar pra vocês o que achei da história de J. J. Abrams e Doug Dorst.

Se vocês estão acompanhando as postagens e/ou se já viu um exemplar de S. pessoalmente, sabe que a edição tem um trabalho primoroso e que enche os olhos. Mas claro, a história tem que estar à altura, não basta o livro ser apenas "bonitinho" (apesar de ser uma admiradora de boas capas e livros de capa dura).

Será que S. atende as altas expectativas e acompanha seu trabalho gráfico?

#SemanaS: Jen, Eric e anotações coloridas
#SemanaS: Percepção Inicial de S.

Labels: , , , , ,

#SemanaS: Jen, Eric e anotações coloridas

3 de fevereiro de 2016
Reprodução: Intrínseca
Uma das grandes peculiaridades de S. (sim, porque o livro possui várias, vamos combinar) são as anotações de Eric e Jen no exemplar de O Navio de Teseu.

Antes de mais nada, se você caiu de paraquedas nesse post, saiba que ele faz parte de uma série especial do livro S., de J. J. Abrams e Doug Dorst. Se quiser saber mais, acesse o post com minhas percepções iniciais do livro, que possui uma edição mega diferenciada.

As anotações nas margens do livro trazem à tona a questão de marcá-los ou não. Eu, particularmente, não gosto de escrever nos meus livros. Eu uso tags para marcar passagens que são importantes ou que de uma forma e outra me marcaram. No caso de O Navio de Teseu, Jen e Eric começam a se comunicar a partir de tais anotações. E o leitor mais atento vai notar que elas mudam de cor durante um tempo. E aí? Isso significa que os personagens retornaram na leitura em algum momento, e são comentários feitos após a análise de determinado trecho de O Navio de Teseu.

Não pude evitar. Quem quiser saber mais sobre isso, ACESSE para entender.


Eu andei pesquisando bastante sobre S. na Internet. Quando o livro saiu lá fora, há 2 anos, muito se comentou qual seria a forma correta de realizar a leitura de S., afinal, temos a história de O Navio de Teseu e temos a história paralela que se desenvolve a partir dos comentários de Jen e Eric. Aí que já entra uma das maiores sacadas (ao meu ver) do livro: a experiência vai variar de acordo com o leitor. VOCÊ escolhe como quer ler, e qual a maneira que mais te agrada. Você pode ler primeiro todo o livro, sem ler os comentários dos personagens, e depois refazer a leitura com os comentários. Você pode revezar a leitura do Navio e dos personagens, mas atente-se às cores das anotações, hein? Algumas podem ser sobre alguma passagem mais adiante do livro. Enfim, são diversas maneiras de executar a leitura!

Mas já aviso: isso requer paciência. Certamente não é um livro para ser lido com pressa. Uma das teorias que mais me agradaram sobre a forma de ler foi a do leitor M.G. Bianco, do Goodreads. Ele simplesmente sugere que sejam feitas de 2 a 3 leituras do livro. Ficou assustado? Calma, vou explicar o porquê, e claro, você não precisa fazer isso para entender a história, ok? ;)

Segue a sugestão do Bianco, de leitura:

Labels: , , , , , ,
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...