#TeoremaJohnGreen - Resultado da Promoção Cultural

31 de março de 2013


E o momento que muitos de vocês aguardavam!! \o/

Eu gostei tanto de algumas histórias de Road Trip que resolvi premiar TRÊS histórias e fazer uma menção honrosa, que vai levar um kit de mimos que preparei junto com a prova do livro de 'O Teorema Katherine'! ;)

Senti que algumas pessoas tiveram certa dificuldade em formular a Road Trip...queria que vocês focassem mais nos lugares e o que fariam por lá com o amigo de vocês, e não serem tão vagos. ;)

Sem mais delongas, seguem as histórias de Road Trip que eu escolhi com a ajuda do marido e do meu irmão! \o/
Obs: os textos foram reproduzidos na íntegra! :)

Os nomes podem ser complicados, mas melhor que lugares badalados e cheios de festas, um lugar mágico. Por isso, eu levaria o meu amigo de coração partido para uma Road Trip no litoral da Noruega. Nós começaríamos em Troms, ou Tromso, bem lá no norte. Onde poderíamos sentir mais frio do que imaginávamos ser possível, correr pela neve em um trenó puxado por cães, esquiar, pescar no gelo, pegar um bondinho para ver o sol da meia noite ou talvez as luzes verdes e roxas da aurora boreal. Afinal, qual seria a verdadeira importância de um pé na bunda (ou até mesmo dezenove) quando se pode experimentar essas coisas? Conheceríamos culturas tão diferentes que não haveria tempo para pensar em ninguém que não estivesse lá.

E então desceríamos até Forsand, passando por paisagens de tirar o fôlego ao longo do litoral. Lá poderíamos aproveitar as temperaturas acima de 0°C e subir os 604 metros até Preikestolen, a Rocha do Pulpito, que, detalhe, é aproximadamente quadrada (25x25m). Escalar, andar de kaiak... É claro que essas coisas dependeriam da época do ano, mas, de qualquer forma, eu daria um cansaço no meu querido amigo. E ele, definitivamente, teria muitas novas lembranças para substituir as de certa pessoa e seu respectivo pé. As novas imagens em sua cabeça seriam da natureza gigantesca de montanhas, rochas, lagos e neve, de ruazinhas cheias de casas históricas de madeira, do coração acelerado... por medo de altura. Não acredito que meu amigo ficaria feliz se eu o empurrasse para novas pessoas, em meio à sua fragilidade emocional momentânea. Então, eu o levaria para uma Road Trip cheia de aventuras selvagens (estou me referindo à natureza mesmo) pelo litoral da Noruega.      
Marcelle Espíndola

Se meu amigo levasse um "senhor " pé na bunda eu o levaria a uma road trip pelo Reino Unido - Londres - Edimburgo - Dublin. Levaria o meu amigo para curtir uma fossa nos Pubs de Londres. Depois levaria-o às melhores baladas, iríamos na London Eye e depois pegaríamos a estrada saindo de Londres para a universitária Cambridge, em seguida iríamos pra a York para exorcizar os fantasmas. Em Durham passaríamo a tarde na era medieval. Seguiríamos em direção a Escócia, em Alnwick passaríamos o dia nos castelos e finalmente chegaríamos a capital Edimburgo, onde vamos visitar a rainha, usar a famosa saia escocesa e beber Whisky enquanto estamos nos famosos folk clubs e, lógico bebendo nas destilarias, afinal estamos nos recuperando de um pé na bunda né...

De lá partiríamos para visitar o lago Ness... Nada como ver um monstro para animar. Saindo de lá passaríamos em Glasgow aproveitar da noite animada da cidade (e mais Pubs). Iríamos em direção a Dublin, fazendo paradinha aqui e ali até chegar a capital Irlandesa onde iríamos nos jogar nos tradicionais eventos de Dublin. Passearíamos por Cork, Limerick e Galway aproveitando para descansar, depois de tanta bebedeira, no povoado marinheiro que tem lá... não sei se vai dar certo para de beber, mas o povo animado certamente faria meu amigo espairecer bastante antes de voltarmos para Dublin, onde faríamos a travessia para o Reino Unido, passearíamos por Liverpool , a cidade dos Beatles ( All Need is Love ), e por Stratford upon Avon, a Cidade de Shakespeare ( só pra ver se ele já está recuperado), e antes de chegar a Londres de novo iríamos à Oxford, outra cidade Universitária, "bora" pra festas. Voltaríamos a Londres onde tudo começou ( mais PUB ) e acaba sim meu Road Trip " Pé na bunda" . Tudo isso regado a muita musica Britânica, irlandesa e escocesa...
Fran Alves
Tirar uma amiga da fossa é sempre complicado, você lembra de tudo que já fizeram para te tirar quando era sua vez de estar e de nada ou pouco adiantou. Nunca fiz Road Trip, mas se fizesse, a primeira coisa que informaria a minha amiga é que mal sei dirigir, tenho CNH e ela está vencida há anos. Mas acho que ela não se importaria, já que nessa fase só pensamos em morrer e qualquer coisa que desse errado facilitaria as coisas.

Começaria pela cidade que moro Rio de Janeiro e iria parando em cada cidade que encontrássemos, faria um vídeo para que ela se lembrasse o como foi boba chorando por um babaca, porque certamente um dia cedo ou tarde nos tocamos disso. Deixaria que pensasse que o carinha lindo da praia que paramos em Búzios tinha paquerado ela o tempo todo, quando na verdade ele estava preocupado com o mar e nem notou nossa presença. Mas acho que iria animá-la. Poderíamos ir parando em cada cidade da Região dos Lagos onde lhe mostraria porque odeio praia e como a amo para estar fazendo esse tipo de viagem com ela. Na hora ela daria uma risada mas depois voltaria a lembrar do cara, fato! Eu já passei por isso, é a vez dela. Esconderia o celular para ela parar de procurar toda hora mensagens que não virão pedindo desesperadamente para voltar ou impedindo que ela tenha aquela vontade comum de ligar implorando um retorno quando nada parecer fazer sentido. Dormiríamos em hotéis e pousadas baratas onde - amigas servem para isso - eu lhe daria todos meus kleenex (lenços de papel) e meu ombro para ela lembrar o quanto ele era maravilhoso, e eu ficaria calada porque sei que ele não era mas de nada adiantaria falar isso agora! Tiraria foto de cada posto de gasolina que parássemos e postaria no Instagram marcando aquele idiota "sem querer" nas fotos em que ela estivesse ao volante linda com os cabelos ao vento mesmo que fossem raros esses momentos. Não perguntaria de forma alguma até onde ela quer ir, porque sei que nesse momento, ela não quer ir a lugar nenhum, então teria que continuar conduzindo o carro e rezando para ser não parada pela polícia rodoviária.

Se nada desse certo, eu me inspiraria em Telma e Louise e daria as mãos para ela acelerando o carro a toda...calma, não mataria nós duas como no filme, mas lhe daria o benefício da dúvida e com isso veria que a vida vale muito mais a pena do que mais um babaca que não soube dar valor a ela. Acredito que assim poderíamos voltar para casa felizes, sabendo que temos uma a outra e em cada parada na volta na qual ela chorava, ela voltaria rindo de tudo que deixou de reparar porque não parava de chorar!
Raffa Fustagno

Menção Honrosa 

Decidimos dar a menção honrosa para a Vanilda Procópio, mais pela criatividade do que pela Road Trip em si! Vanilda, você vai levar a prova do livro + mimos, ok?? =)

Se eu tivesse que levar um amigo vítima de um “pé na bunda” para uma road trip, eu o levaria pra uma viagem diferente: faria uma road trip pela blogosfera literária, onde com toda certeza ele iria se recuperar do fora que levou.
Talvez, logo de cara ele me perguntasse: “Who’s Thanny?” e eu explicaria que a blogosfera é repleta de pessoas que fazem um trabalho sério, mas que literalmente falando, parece que estão brincando com livros. Depois de um café com blábláblá e uma conversa cult, seguiríamos nossa jornada virtual, apesar do caminho não ser nem um pouco épico. Tenho certeza que, entre algumas resenhas ele diria: “Ah, mas este já li!”. Sem problemas. É importante sabermos a opinião de outras pessoas e às vezes até voltar para ler mais um capítulo, afinal esses são “our vices”. Acredito que nessa nossa viagem virtual, entre livros e vagalumes, poderia surgir a ideia de criar nosso clube do livro, pois não há nada melhor para curar um pé na bunda do que ler, imaginar e criar.
Vanilda Procópio

Meninas, enviem seus dados completos para contato@brincandocomlivros.com, até no máximo 23:59 do dia 01/04, ok? =)

Beijos e parabéns a todos os participantes!!!
Labels: , , ,

11 comentários :

  1. Surtandooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

    não posso comer chocolate mas ganhei esse livro que queria MUITO ahhhhhhhhhhhhhhh

    \o/ valeu amigas coelhas e intrí´nseca <#

    ResponderExcluir
  2. Parabéns aos ganhadores! ;) Ah, tô seguindo o blog.

    Um beijo, Karine Braschi.
    Geek de Batom.

    ResponderExcluir
  3. UHUUUUL, meu esforço valeu :D Depois de muita pesquisa de campo pela faculdade (ignorando a opinião de todos, hauhuah) e pelo google...
    Muito feliz por ganhar esse kit lindo *.*

    Obrigada, Ly!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem o que agradecer, foi super merecido!! =)

      Beijos e parabéns!!

      Excluir
  4. Muito muito feliz em ter ganhado o Kit *-*

    E adorei as historias das meninas... principalmente a da Vanilda... ficou muito show...

    bjuus

    ResponderExcluir
  5. adorei todos, mas com certeza o da Vanilda foi o meu preferido *-*

    ResponderExcluir
  6. Puxa! Fiquei tão contente que vocês gostaram do meu texto! Agradeço à equipe do blog, ao demais blogs participantes da semana e ao pessoal aí de cima (*acenando*) que comentaram sobre a minha história. Foi muito gratificante participar e confesso que achei chique demais essa menção honrosa. Obrigada!
    E, claro, parabéns às vencedoras. :))

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...