[Resenha] Estilhaça-me - Tahereh Mafi

10 de abril de 2012

Título: Estilhaça-me
Autor: Tahereh Mafi
Editora: Novo Conceito
Páginas: 304
Ano: 2012
Mais informações: Skoob
Compare preços: Buscapé

História de aquisição do livro: Livro de parceria com a Novo Conceito. =)

Sinopse: Juliette não toca alguém a exatamente 264 dias. A última vez que ela o fez, que foi por acidente, foi presa por assassinato. Ninguém sabe por que o toque de Juliette é fatal. Enquanto ela não fere ninguém, ninguém realmente se importa. O mundo está ocupado demais se desmoronando para se importar com uma menina de 17 anos de idade. Doenças estão acabando com a população, a comida é difícil de encontrar, os pássaros não voam mais, e as nuvens são da cor errada. O Restabelecimento disse que seu caminho era a única maneira de consertar as coisas, então eles jogaram Juliette em uma célula. Agora muitas pessoas estão mortas, os sobreviventes estão sussurrando guerra – e o Restabelecimento mudou sua mente. Talvez Juliette é mais do que uma alma torturada de pelúcia em um corpo venenoso. Talvez ela seja exatamente o que precisamos agora. Juliette tem que fazer uma escolha: ser uma arma. Ou ser um guerreiro.

"Matar tempo não é tão difícil quanto parece.
Posso atirar uma centena de números no peito e vê-los sangrar pontos decimais na palma de minha mão. Posso rasgar os números de um relógio e ver os ponteiros das horas fazer tique-taque tique-taque tique-taque, seu taque final pouco antes de eu pegar no sono. Posso sufocar os segundos apenas segurando minha respiração. Há horas ando assassinando minutos e ninguém parece prestar atenção."
(página 117)


Juliette está presa há tanto tempo que nem se recorda da própria voz. Os dias passam e tudo o que a garota faz é ficar perdida entre pensamentos, um caderno de anotações e uma caneta. Ela não tem ideia de como está o mundo lá fora, e muito menos como estão seus pais, responsáveis por sua ‘prisão’. Talvez ela não possa culpá-los, pois a garota estraga tudo o que toca, sendo assim, eles acharam por bem deixá-la em um lugar “seguro”, longe das outras pessoas.

Os tempos de solidão acabam e Juliette ganha um companheiro de cela, Adam. A partir daí, o que temos é uma cadeia de eventos que resultam em uma leitura cheia de ação. Como estamos acostumados nesse tipo de narrativa, também temos o embate ‘bem X mal’. Pessoas com más intenções querem se aproveitar do poder que Juliette tem de provocar dor e até mesmo a morte com o seu toque. Com esse objetivo, a garota é liberta da ‘prisão’ onde está residindo nos quase últimos 300 dias, apenas para ir para uma prisão diferente: ela tem acesso a um tipo de luxo e desperdício que poucos tem acesso, mas ela tem que oferecer algo em troca. E é nesse momento que o leitor é apresentado a um dos melhores personagens da trama: Warner. Ele é o tipo de pessoa que está convencida que a maldade é algo, de certa forma, boa, por mais contraditório que seja. É sensacional o relacionamento estabelecido entre ele e a protagonista de ‘Estilhaça-me’. Além disso, por mais improvável que seja, temos um romace na história, e gostei bastante de acompanhar o casal formado, e toda a história do passado deles.

A autora consegue desenvolver bem a narrativa, que é uma mistura de fantasia e distopia. Fantasia porque podemos acompanhar o mistério acerca do ‘poder’ que Juliette possui, porém, não sabe o motivo deste; distopia porque o mundo não está como o conhecemos atualmente – o Reestabelecimento é encarregado de tentar conter as doenças que assolam a população, ter acesso à comida é difícil e a natureza responde de forma agressiva aos ataques que os homens direcionam a ela, através da utilização de maneira irresponsável dos recursos ambientais. Esses itens o leitor pode acompanhar através da jornada da garota, que é narrada em 1ª pessoa.

Já li muita gente reclamando sobre o tachado em grande parte do livro, representando alguns pensamentos que Juliette possui, mas que talvez sejam inadequados para o momento, ou que seriam de alguma forma, “errados” de se pensar. Pra mim, sinceramente, não me atrapalhou em nada, apenas achei um artifício curioso que a autora utilizou.

O que dizer? Apenas que LEIAM o livro. A história é muito mais do que as palavras aqui revelam, e é uma das melhores distopias que já li (e já li várias, acreditem). Temos um ótimo gancho  para a continução da narrativa, se a autora conseguir manter o ritmo e nível de escrita.
Labels: , , ,

17 comentários :

  1. Oi

    Também não me importei com as palavras riscadas. Eu até gostei, é um diferencial que a autora usou. E eu dou o mesmo conselho, leiam o livro! Já emprestei até para a minha mãe haha.

    E agora ficamos no aguardo para o próximo volume...

    Gabi

    ResponderExcluir
  2. Oi Ly!
    Sua resenha foi mais uma que colaborou com minha enorme vontade de ler esse livro!
    Deve ser ótimo, principalmente pra você classificá-lo como uma das melhores que você já leu ^^
    Beijão!

    ResponderExcluir
  3. Achei tão UAU a frase "Há horas ando assassinando minutos e ninguém parece prestar atenção." da citação. Ainda bem que alguém imune aparece na vida da Juliette... ou não, acho que só vou saber lendo o livro. rs
    Pode ser uma viagem momentânea, mas me lembrei da Katsa de Graceling por conta deste meio de utilizarem o poder das personagens, como se fossem meros objetos.
    Comecei a me empolgar com Estilhaça-me depois que você tweetou estar adorando. E pelo que tenho lido acho que vou curtir também. A mistura de Fantasia com Distopia quase garante o meu amor pela série. rs
    Agora fiquei mega curiosa com o tal do Warner...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Apesar de toda a euforia com o lançamento desse livro, já vi pessoas que não gostaram muito dele, talvez por essa questão também da autora usar frases tachadas - que acho que não me incomodaria em nada também.
    Bom, como ainda não li, não posso dar opinião, mas só digo que fiquei curiosa pra passá-lo na frente de outros livros. Adorei essa ideia de distopia da história que você citou.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Quando li a sinopse desse livro eu não tinha achado a historia muita coisa. Mais depois de ler algumas resenhas achei a historia bem interessante e fiquei com bastante vontade de ler.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Lygia! O tachado 9não sabia que era esse o nome =P) também não me atrapalhou e vc já viu que eu amei o livro total né :D

    Hahaha, depois de um bom tempo, finalmente um livro e que nos duas temos a mesma opinião \o/\o/
    Sua resenha ficou ótima, falou tudo que eu pensei do livro também. Estilhaça-me é, com toda certeza, uma ótima recomendação *-*

    Beijos
    Adriana - Mundo da Leitura

    ResponderExcluir
  7. Ly, fugi da sua resenha, confesso.
    Eu comecei a ler o livro, mas, juro, não consegui me prender o suficiente. Gostei, mas nada anormal. Achei umas partes exageradas...
    Acho que não estou na vibe dos YA, porque li Presentes da Vida e, DEUS, é muito bom!!! Devorei! Então estou mais pro drama, mesmo.
    Quando terminar de ler, te falo o que achei, ok?
    Beijão!

    ResponderExcluir
  8. Oi Lygia

    Li a resenha da Gabi hoje [Livros e Vagalumes] e agora a sua, fiquei empolgada para ler, estava achando que era morno, mas parece bem diferente e ainda por cima um distopia, também adoro. Fiquei curiosa sobre o governo e os poderes.

    Ótima resenha!

    Bjus

    ResponderExcluir
  9. Tem tanta opinião diferente pela blogosfera, que acho interessante ler o livro e tirar as minhas impressões, colocá-las num papel e depois tentar decidir o qeu achei do livro.
    Curiosa com a história dele, não posso negar, estou bastante.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Eu ainda não li o livro,mas a primeira coisa que me incomodou ao abri-lo foi as palavras tachadas. Pode ser que a história me cative e, isso não me incomode tanto.
    Vou ler e ver no que vai dar.
    Bjs!
    Zilda Mara
    Cachola Literária

    ResponderExcluir
  11. Eu não achei que os tachados foram inadequados ou errados, só achei que a autora usou demais esse recurso, tornando minha leitura extremamente cansativa...

    Maeva
    Murphy's Library

    ResponderExcluir
  12. Oi Lygia!
    Eu AMEI esse livro, não imaginava que fosse gostar tanto. O uso dos tachados para mim foi muito bom, em nenhum momento me senti confusa.
    Só achei o final muito X-Men, mas como curto os mutantes eu gostei ;)
    Ótima resenha!

    Beijos
    Livros e blablablá

    ResponderExcluir
  13. Nossa, esse livro com certeza é espetacular. Deve ser bom demais. Ai, que vontade de pegar ele agora e ler, rs. Mas não posso...

    Beijos,
    Mandi - Book and Cupcake.

    ResponderExcluir
  14. Adoroooo ver as resenhas de vocês!
    Esse livro deve ser espetacular!

    Beijos.
    reinodaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Daniela B. Alcântara20 de abril de 2012 02:06

    Gostei desse livro também. O que mais gostei foi do blog, viu? Eu precisava mesmo achar algum blog assim, que atualiza com livros de todos os tipos, porque eu to muito atrasada nisso. Gostei, porque anunciam livros atuais.

    ResponderExcluir
  16. Já li várias resenhas de Estilhaça-me e todas são positivas. Sempre que leio mais uma resenha ou um comentario do livro, mais vontade de ler eu tenho! Estou louca para comprar, só estou esperando a bienal que vai ter aqui em bh para comprar =)

    ResponderExcluir
  17. Comecei a ler o livro ontem e adorei, já se tornou um dos meu favoritos. Espero pelo próximo!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...